Anunciado plano de intervenção para resolver abatimentos de Campo de Jales

Após várias reuniões entre a Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e a câmara de Vila Pouca de Aguiar, foi desenvolvido um plano cujas intervenções devem estar concluídas daqui a seis meses.

O presidente da câmara municipal de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado, anunciou hoje que o plano de intervenção para resolver o problema dos abatimentos na antiga zona mineira de Jales.

Após várias reuniões entre a Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e a câmara de Vila Pouca de Aguiar, foi desenvolvido um plano, cuja primeiras intervenções, deverão começar daqui “a seis meses”.

Recorde-se que os alertas da população de Campo de Jales e das autarquias (câmara e junta) repetem-se desde 2015. No bairro mineiro e por cima das galerias das antigas minas de ouro verificaram-se abatimentos e, em 2019, foi interditada a estrada municipal 1121-1, via de acesso a Campo de Jales, a Cidadelha de Jales e Reboredo de Jales.

As minas de Jales deixaram 16 galerias, quatro quilómetros de extensão e 600 metros de profundidade.

O projeto possibilitará a reabertura da via municipal ao trânsito e o uso dos quintais e terrenos das casas onde foram também detetados abatimentos.

Menu