A ferrovia no concelho foi inaugurada há 112 anos

Local, Notícias

A ferrovia no concelho de Vila Pouca de Aguiar foi inaugurada há 112 anos, nos dias de hoje o regresso do comboio será uma emergência? A RCA foi percorrer o concelho para ouvir as pessoas.

No dia 14 de Julho de 1907, o Rei D. Carlos esteve em Pedras Salgadas para inaugurar o troço da linha ferroviária que passou a ligar Vila Real à Vila Termal. Foi há 112 anos, e este é o Número de Emergência Europeu. Nos dias de hoje várias associações, partidos políticos e muitas pessoas por este país fora, defendem que reativar e requalificar muitas das antigas ferrovias nacionais, era urgente e necessário para dar uma nova dinâmica a muitos territórios do interior.

Nos fins do séc. XIX, inícios do séc. XX a ferrovia denominada de “Linha do Corgo” ou “Linha do Valle do Corgo”, foi construída para ligar a Régua a Chaves, e foi uma obra que foi sendo construída aos poucos, por traçados. No que respeita ao concelho aguiarense a ferrovia que ligava Vila Real a Pedras Salgadas, incluía seis pontos entre estações e apeadeiros e eram eles: Tourencinho, Zimão, Parada de Aguiar, Vila Pouca de Aguiar, Nuzedo e Pedras Salgadas.

A RCA foi percorrer o concelho para ouvir as pessoas sobre se era importante trazer de novo os comboios ao concelho e se é de facto uma emergência e uma prioridade.

Em Tourencinho a Sra. Lídia Susana considera que o regresso do comboio traria mais movimento à terra e isso traria mais progresso. De realçar que o local onde parava o comboio foi requalificado e é hoje a sede da associação “Acr Tourencius dos Xudreiros”. Passando por Zimão, a antiga estação está ao abandono e o Sr. Manuel Carvalho defende a importância do comboio, lembrando que hoje em dia as pessoas mais idosas necessitam de percorrer uma grande distância para apanhar o autocarro.

O ponto seguinte é Parada de Aguiar onde no antigo apeadeiro funciona a oficina do Sr. Pedro Fernandes que nos diz mesmo que se a ferrovia e o comboio voltassem à região e ao concelho, esse seria um feito histórico.

Na sede de concelho em Vila Pouca de Aguiar a antiga estação foi requalificada sendo atualmente a Casa da Cultura e no Mercado Municipal a RCA encontrou o Sr. José Marques que considera que o comboio é um meio de transporte que era importante no passado e continua a ser no presente.
Continuando a percorrer o concelho para Norte, o antigo apeadeiro de Nuzedo encontra-se em estado de degradação e isso é confirmado pelo senhor António Teixeira que diz que o telhado do apeadeiro pode ruir se vier um forte nevão.

Chegados a Pedras Salgadas onde o Rei D. Carlos há 112 anos inaugurou o troço ferroviário de Vila Real à Vila Termal, a RCA encontrou o senhor Joaquim Pinto que refere que o regresso do comboio às pedras poderia dar-se numa vertente turística e que isso poderia trazer mais visitantes ao concelho.

Existe ainda um antigo ponto no concelho onde o comboio parava, e era em Sabroso de Aguiar, todavia fazia parte de um troço inaugurado anos mais tarde. No fim do século passado e no início deste, os troços ferroviários encerraram e numa ironia do destino, passados 112 anos da inauguração do troço Vila Real – Pedras Salgadas, há cada vez mais pessoas que consideram prioritária a reativação da ferrovia e o regresso do comboio.

Reportagem: Jorge Moutinho
Edição: Luís Miguel Roçadas

Menu