Emídio Lameira: “Esta tradição dá vida à nossa aldeia”

Foi de funil em punho que a Associação de São Tomé da Gralheira, realizou a tradicional partilha do burro. Esta atividade consiste em repartir as partes do burro, por cada rapariga solteira da aldeia. Emídio Lameira, foi o “poeta” de serviço e distribuiu as quadras pelas raparigas da Gralheira.

O local escolhido para esta atividade foi a antiga escola da aldeia, agora transformada em sede da Associação de São Tomé da Gralheira. Na próxima quinta-feira, 8 de fevereiro, os elementos da associação voltam de novo a reunir-se para realizarem o “Casamento das Raparigas Solteiras”. Conheça mais sobre esta tradição ouvindo a reportagem da RCA no podcast.

Reportagem: Luís Miguel Roçadas
Edição: Filipe Carneiro