Família carenciada recebe prenda de Natal

«…Está boa!», exclama Maria do Carmo Oliveira que aproveita a comitiva presente para falar de algumas melhorias que a nova casa poderá ainda vir a ter. O casal, Maria e António, está feliz por ter uma casa profundamente remodelada e o menino de 18 meses, José Alberto, depois da surpresa inicial de ver tanta gente, dá pernas à alegria correndo entre o corredor da habitação e o canteiro junto à casa.

Esta família de Pinduradouro, no concelho de Vila Pouca de Aguiar, tem uma casa renovada devido a uma parceria no campo social. Alberto Machado, presidente da Câmara Municipal, Inês Mota e Rui Pedroto, da Fundação Manuel António da Mota, estiveram entre os presentes neste encontro de convívio social que simboliza a estreia de uma habitação recuperada melhorando as condições de vida do agregado familiar.

No local, Alberto Machado evidenciou a importância que deve ser dada às condições de vida, em especial às crianças e aos idosos, lembrando que na educação «somos uma referência» e junto dos mais idosos «temos uma rede que funciona bem». Inês Mota enalteceu o contributo técnico para a obra, desejou muito sucesso à família e sublinhou a criação de condições de habitabilidade para mais famílias no concelho aguiarense.

E Maria do Carmo tinha ainda mais a dizer aos presentes antes de os voltar a convidar a entrar em casa, «quero agradecer a todos por nos terem ajudado». A parceria para iniciativas de solidariedade como esta irá ter continuidade. A Fundação Manuel António da Mota dará apoio ao longo dos próximos quatro anos no setor da habitação no concelho de Vila Pouca de Aguiar.