As obras para a remoção do amianto estão a decorrer

Alunos, docentes, dirigentes e auxiliares educativos da escola sede do Agrupamentos de Escolas de Vila Pouca de Aguiar e da escola secundária ficarão livres do amianto a curto prazo.

As obras para a remoção do amianto estão a decorrer e envolvem a substituição dos telhados de três pavilhões na escola sede e as coberturas entre pavilhões nos dois equipamentos escolares.

Refira-se que há um investimento de cerca de um milhão de euros aplicado na reabilitação de escolas. Em Vila Pouca de Aguiar, além da remoção das chapas em fibrocimento, haverá melhorias no isolamento térmico ou com a recuperação de fachadas na escola sede; em Jales, as verbas estão a ser aplicadas em renovação de salas de aula e de atividades, cantina e casas de banho, criação de espaço desportivo, alpendres e remodelação da área escolar envolvente.

Para o presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado, as referidas obras contribuem para a melhoria de condições dos nossos alunos e demais agentes educativos, salientando o fim do amianto nos estabelecimentos escolares. Para o diretor do Agrupamento, José Teixeira, os problemas fundamentais a nível estrutural ficam resolvidos, faltando, numa segunda fase, resolver os problemas nos interiores dos pavilhões escolares.

A candidatura, aprovada no âmbito do programa Norte 2020, contempla uma verba de 890 mil euros. Esta comparticipação faz parte de um investimento global de 952.526,31€ (em Vila Pouca de Aguiar, a restante comparticipação será repartida por Município e Ministério; já em Campo de Jales, a Câmara assume os restantes 15%).